Artigos

sysblog

Comprehensive Monitoring as a Service (CMaaS)

CMaaS, em tradução livre Monitorização Abrangente como Serviço, é um conceito recente e inovador a entrar no mundo das soluções de monitorização.

cmaas

Inserido no contexto dos XaaS um termo colectivo com uma série de significados – incluindo “X como um serviço”, “qualquer coisa como serviço” ou “tudo como serviço” – que se referem a um crescente número de serviços prestados através da Internet em vez de fornecidos localmente.

CMaaS é um caso particular de um SaaS – Software as a Service (software como serviço) herdando assim todas as vantagens que advêm de fornecer um software desta forma.

O CMaaS é uma ferramenta de monitorização cujo objetivo principal é o de informar os seus utilizadores sobre o estado e o desempenho de todos os seus serviços, aplicações e infra-estruturas, independentemente das respectivas localizações geográficas, arquiteturas e plataformas tecnológicas.

Como qualquer SaaS, o CMaaS oferece os seus serviços através de um aplicativo central, baseado na web, alojado pelo fornecedor do serviço de monitorização, sem os custos diretos e indirectos da infraestrutura para o cliente.

O termo Abrangente (do inglês comprehensive) realça a capacidade desta filosofia de monitorizar tudo o que for necessario. Apresentando-se assim como uma solução para praticamente todo o tipo de situações de monitorização: desde a monitorização dos sistemas de produção numa indústria, até o seguimento dos parâmetros ambientais numa casa de habitação, passando por uma PME que necessite de monitorizar os seus servidores e aplicações, entre outros cenários.

O principal benefício da monitorização como um serviço é a facilidade de configuração e manutenção. Em geral, para se iniciar o processo de monitorização num sistema deste tipo, basta a criação on-line de uma conta junto de um dos fornecedores deste tipo de soluções, e garantir que a infra-estrutura está pronta a ser monitorizada (geralmente algo bastante simples bastando que os serviços sejam acessíveis pelos sistemas de monitorização) e pode-se começar a monitorizar imediatamente. O funcionamento e manutenção do CMaaS é garantido pelo fornecedor do serviço.

Dos muitos benefícios desta abordagem destacam-se:

  • Fácil de configurar, ainda mais fácil de manter – Como dito anteriormente, para iniciar a monitorização, o utilizador não tem que instalar os tradicionalmente complexos  sistemas, nem de manter servidores aplicacionais, bases de dados e outros equipamentos referentes à ferramenta de monitorização, ao contrário do que acontece numa solução local (on-premise).

  • Evolução rápida do produto – Os sistemas CMaasS são atualizados centralmente, sem problemas logísticos e de forma transparente para os utilizadores da solução.

  • Aplicações distribuídas são facilmente monitorizadas – Através deste tipo de soluções, uma aplicação distribuida por múltiplos servidores e/ou geografias é muito mais fácil de monitorizar, não necessitando de agentes nem de instalação de software especifico.

  • Perfeito para nuvens públicas – Porque o sistema de monitorização deve ser independente do sistema cloud que está a servir a aplicação em si  e porque não faz sentido pagar pelo alojamento na cloud de mais um sistema de monitorização.

  • Acessibilidade Global – Acesso ao sistema de monitorização de qualquer lugar e a partir de qualquer dispositivo.

Como não existem soluções perfeitas, há alguns aspetos a considerar na comparação entre uma solução local (on premise) e uma solução CMaaS:

  • Segurança dos dados resultantes da monitorização – Como a logística do serviço está do lado dos fornecedores do CMaaS, os dados resultados da monitorização não estão sobre o controlo direto do cliente.

  • Segurança das aplicações e infraestruturas – Os pontos de entrada para a infraestrutura a monitorizar podem ser explorados como vetores de intrusão. Para mitigar este risco, a instalação de componentes de monitorização locais (dentro da infraestrutura) pode ser uma solução.

  • Fiabilidade do sistema de monitoramento – No fim do dia é tudo uma questão de confiança. Há que confiar nos fornecedores do serviço de monitorização a vários níveis: disponibilidade da monitorização (24/7) / segurança de dados do cliente / competência.

  • Os dados em tempo real – Este é provavelmente o “calcanhar de Aquiles” dos CMaaS. Se os requisitos de monitorização envolvem a avaliação do estado dos serviços em tempo real (e não com o habitual atraso que muitas das soluções CMaaS apresentam) o CMaaS pode não ser a solução mais adequada.

  • Desempenho da solução de monitorização – A configuração das taxas de recolha de dados de performance em soluções CMaaS normalmente não estão disponíveis ou não têm possibilidade de baixa resolução.

  • Personalização da solução de monitorização – Qualquer solução CMaaS, por melhor que seja e por maior variedade de possibilidades de configuração e personalização que apresente, não poderá competir com uma solução desenvolvida à medida das necessidades do cliente.

Em Conclusão, A Monitorização Abrangente como Serviço é uma solução atraente para muitas empresas e situações especialmente em sistemas baseados em nuvem e empresas que não queiram ou não possam suportar os custos de uma solução local.

 
 
 
Bibliografia:

Autor: Tiago Pombeiro @SysValue

logotipo_POR_Lisboa_100pxlogotipo_QREN_100px
logotipo_UE_Feder_100px